É um exame cardiológico que mede a capacidade do coração de responder ao estresse externo em um ambiente clínico controlado. A resposta ao estresse é induzida pelo exercício.

Muito utilizado na estratégia de prevenção de doenças cardiovasculares, é um exame completo e de grande valia para a realização de diagnósticos.

Também conhecido como teste de esforço, o teste ergométrico é um exame que mede a frequência cardíaca, o ritmo cardíaco, a pressão arterial e outros parâmetros cardiológicos durante a realização de um esforço físico gradual e crescente.

Ele é realizado com o paciente caminhando ou correndo em uma esteira rolante ou pedalando em uma bicicleta ergométrica.

O teste permite ao médico observar os sinais e sintomas que surgem durante e após o esforço.

Por esse motivo, deve ser acompanhado de um eletrocardiograma contínuo, gravado em computador, que registra o funcionamento do coração nas diversas etapas do exame.

Ele também avalia os eventuais sintomas que podem acompanhar o surgimento de sopros e sinais de falência ventricular esquerda.

Alguns exemplos de parâmetros clínicos são:

  • Frequência cardíaca
  • Frequência respiratória
  • Pressão arterial sistêmica
  • Dor ou desconforto torácico desencadeado pelo esforço
  • Nível de cansaço
  • Desenvolvimento de arritmia durante o exame
  • Desenvolvimento de isquemia miocárdica durante o esforço.

Em geral, o teste ergométrico é um exame seguro e o risco de ocorrência de complicações graves durante a sua execução é muito baixo – menor do que 1 para cada 20.000 exames.