O exame de líquor (líquido cefalorraquidiano – LCR), que serve para auxiliar no diagnóstico ou acompanhamento de doenças como meningite, é feito na Clínica Eduardo Caetano seguindo uma lista de protocolos para proporcionar ao paciente a sensação de acolhimento.

Habitualmente, o paciente deita-se de lado, com os joelhos dobrados contra o peito. Para que o procedimento corra bem, é muito importante que o paciente se mantenha na posição indicada pelo médico. Poderá estar presente outro profissional de saúde para ajudar a posicionar o doente da forma correta.

O médico palpa os ossos da bacia e as vértebras da região lombar para encontrar o local mais adequado para realizar a punção lombar. Essa área é cuidadosamente limpa com uma solução anti-séptica. Poderá ser injetado um medicamento anestésico através de uma pequena agulha na área onde a agulha de punção lombar será inserida.

O aspecto do líquido é o primeiro indicador: se ele estiver turvo, é sinal de uma infecção bacteriana; se estiver vermelho, indica a presença de sangue e é sinônimo de hemorragia subaracnóidea. A grande vantagem da punção lombar é que ela permite um diagnóstico rápido e confiável.

Nossa clínica destaca-se não só pela experiência e tradição, mas pela atuação humanizada e com total foco no paciente e em sua segurança.